Obras do PAS 3

Abaixo está a lista de obras para o PAS 03, divulgada pela UnB no dia 06/02/2020.
Clique no título da obra e acesse o arquivo.

OBRAS MUSICAIS
Dona de Mim –  Iza (videoclipe)

Elevação Mental –  Triz

Grândola Vila Morena – versão da Banda 365

Ilumina o mundo –  detonautas (videoclipe)

Malditos Cromossomos –  Pitty

 Me deixe mudo –  Walter Franco

O encontro de lampião com Eike Batista –  El Efecto

O real resiste –  Arnaldo Antunes

Quarteto de cordas com helicópteros –  Karlheinz Stockhausen (Performance)

Quarteto para o fim dos tempos (1º Movimento – Liturgia de Cristal, 6º movimento – Dança do Furor para as 7 trombetas e o 8º movimento – Louvor à imortalidade de Jesus) –  Oliver Messiaen

Seu estrelo e fuá de terreiro – Manifestação cultural brasiliense

Solange –  versão da Banda Solange

Trevas –  Jards Macalé

Cálice –  Gilberto Gil e Chico Buarque

Camila Camila  –  Nenhum de nós

Mulamba –  Mulamba

Não recomendados –  Não recomendado
TEATRO
A exceção e a regra –  Bertolt Brecht

Perdoa-me por me traíres – Nelson Rodrigues
OBRAS VISUAIS
O acordeonista – Pablo Picasso

 Através, de Cildo Meireles, 1983 -1989, materiais diversos, 600 x 1500 x 1500 cm.

 Autorretrato na fronteira do México e dos EUA, de Frida Kahlo, 1932. Óleo sobre tela.
Guevara Vivo ou Morto 1967, 175.00 cm x 300.00 cm. Tinta em massa e acrílica sobre aglomerado

Hidalgo incendiário, de José Clemente Orozco, 1937, pintura mural. Localizado no Palácio do Governo

 Ilustrações críticas, de Pawel Kuczynski – Sátiras Desigualdade Social

 Mestiço, de Portinari, 1934. Óleo sobre tela, 81 cm x 65 cm.

 Meteoros, de Bruno Giorgi, 1960, mármore.

 Morro da Favela, de Tarsila do Amaral, 1924, óleo sobre tela, 64 x 76 cm.

 Palácio do Itamaraty, de Oscar Niemeyer, localizado em Brasília.

 Ponto de Encontro, de Mary Vieira, 1967, 160cm x 100cm, mármore e alumínio. Palácio do Itamaraty.

 Rhythm 0, de Marina Abramovic, 1974. Performance.

Ritmo de Outono – Jackson Pollack Ritmo de Outono – número 30, de Jackson Pollock, 1950. Esmaltado sobre tela. 266.7 x 525.8 cm

 Santa ceia moderna, de Acme, 2017, localizada na fachada da igreja da Nossa Senhora da Boa Viagem, no Rio de Janeiro.

 Série Roupa-corpo-roupa: “O Eu e o Tu” – Queer, Lygia Clark, 1967.

 Trouxas ensanguentadas, de Artur Barrio, 1970. Materiais: Trouxas de pano preenchidas com material orgânico em Guadalahara – México. https://vallartatribune.com/wp-content/uploads/2019/09/orozco.jpg

Auto-retrato como um soldado Kirchner, 1915 , 69cm x 61cm, óleo sobre tela.

Navio de emigrantes, de Lasar Segall, 1939-41, 230cm x 275cm. Óleo com areia sobre tela.
POEMAS
A noite de dissolve os homens – Carlos Drummond de Andrade

Consoada – Manuel Bandeira

Esses chopes dourados – Jorge Wanderley

O morcego – Augusto dos Anjos

Poemas aos Homens do Nosso Tempo – Hilda Hilst

Quebranto, Cuti

Tecendo a manhã – João Cabral de Melo Neto

Soneto – Ana Cristina César
CONTOS
A caolha – Júlia Lopes de Almeida

Maria – Conceição Evaristo

Oásis – Caio Fernando Abreu

Viagem à Petrópolis – Clarice Lispector
NOVELA
O Recado do Morro –  João Guimarães Rosa
ROMANCE
Sargento Getúlio –  João Ubaldo Ribeiro
Sargento Getúlio –  Filme baseado no livro solicitado pelo PAS
CARTAS
A Doutora Nise Siqueira, de Carlos Drummond de Andrade

Cartas que Gandhi escreveu para Hitler

Por que a Guerra? Indagações entre Einstein e Freud
OUTROS TEXTOS
Algoritmos Parciais https://revistapesquisa.fapesp.br/2020/01/02/algoritmos-parciais-2/

 Criadores de um mundo recarregável, de Ricardo Zorzetto

 Prevenção de HIV-Aids na concepção de jovens soropositivos.

Constituição Federal – artigos 14 a 17 e 44 a 56

Juliana Estradioto: Futuro no presente

Necropolítica – Achille Mbembe https://revistas.ufrj.br/index.php/ae/article/view/8993/7169

Sobre violência (capítulo 2 e 3) – Hannah Arendt

Universidade Para quê? Darcy Ribeiro
OBRAS AUDIOVISUAIS

A margem do corpo (2006), Documentário de Débora Diniz
 
 Carta para além dos muros – André Canto ( link disponível em breve)

 Entenda o que é Racismo Estrutural – Canal do Preto

 Mocinho ou bandido, nenhuma mãe merece a dor de perder um filho – Slam: Sabrina Azevedo (Canal Manos e Minas

 Poética da Diáspora, de Elena Pajero Peres

 Um cão andaluz, de Luis Buñel, França, 1929.

Das raízes às pontas (2015), Documentário de Flora Egécia

Vamos ao museu? – Museu de Imagens do Inconsciente